ARTISTA PERNAMBUCANO QUE RECRIA EM QUADROS RECIFE MAGICO

A criação de quadros com apuro técnico e temas oníricos se tornaram a seara na qual o pintor e tatuador Davi Leonardo, de 28 anos, mais quer investir. Este também é o viés da sua primeira exposição, cuja abertura está agendada para a quinta-feira (23) na Villa Ritinha, casarão centenário da Boa Vista restaurado pelo alemão Klaus Meyer. O corredor principal e a sala interna do espaço vão estar forrados com suas criações. “É importante que ele faça sua mostra aqui. Já damos espaço a músicos e queremos movimentar a Villa Ritinha também com exposições. O trabalho dele é muito bom”, aposta o dono do espaço cultural. A mostra estará em cartaz até 10 de dezembro.                 Seu exercício profissional como tatuador foi o início da descoberta da pintura, mas a opção pela arte tem reflexo em sua herança familiar. “A arte em mim foi despertada desde criança. Meu bisavô era mestre em escultura em Penedo, Alagoas, e meu avô, Antônio Vieira, era militante, poeta, escritor, artista visual”. Seu primeiro quadro foi pintado em 2012 e marcou o início de sua aposta na pintura. Para se aprofundar neste suporte, abandonou o curso de Arquitetura que fez por três anos.                                                                                                                                                           Ainda que a série Recife Mágico tenha destaque, também serão expostas obras relacionadas a outros temas, com técnicas variando entre óleo, acrílica, aquarela e nanquim. “Faço uma arte visionária e mais transcendental. Tive influência da artista plástica, crítica de arte e poetisa Ladjane Bandeira no meu processo criativo, especialmente no uso das cores. Atualmente, também me inspiro no legado indígena. É um mundo de grande criatividade e inspiração e tento trazer isso para o meu trabalho”.                                                                                                                                             FONTE: PERNAMBUCO.COM

Avalie este artigo
Sem Comentários

Deixe um comentário