PETRÚCIO AMORIM SE APRESENTA HOJE NO ARRAIAL DA ZÍPER

O grande cantor Petrúcio Amorim, poeta das músicas nordestinas, vem abrilhantar ainda mais o nosso forró, o Arraial da Zíper, que acontece hoje na Casa da Criança, 14 anos de tradição, all inclusive.

Reserva de mesas: 9 9523.3731.

Conheça um pouco da história de Petrúcio Amorim:

Untitled-1

Petrúcio Antônio de Amorim nasceu em Caruaru – Bairro do Vassoural. Aos 9 anos de idade, juntava sons e palavras para fazer suas canções. Em 1979 participou do 2ª Encontro Latino Americano de Folclore, festival realizado na Casa de Cultura Luiza Maciel. Concorreu com três músicas, e teve a felicidade de ganhar o festival com as três. Os prêmios foram entregues por Luiz Gonzaga (O Rei do Baião)

Depois deste festival tudo mudou. Com os incentivos dados pelos amigos e colaboradores, teve sua primeira música gravada por Azulão (Confissão de um Nordestino). Era o início da realização de um sonho. Em 1981 conheceu Jorge de Altinho (que também começa sua carreira), e assinou duas músicas em seu LP.
Disfarce e Confidência estouraram o disco, e, até hoje, são cantadas nos bares e casas de shows.

No ano seguinte mais sucesso. Desta feita foi com Devagar (que o santo é de barro). Em 1984, recebeu um convite da Gravadora Poligran, e fez seu primeiro LP com o título “Doce Pecado”. No ano seguinte, ganhou o título Forró, Frevo e Alegria. Com esses trabalhos, assumiu sua carreira de intérprete, cantando e fazendo shows por todo interior pernambucano. Petrúcio Amorim, participou do I Canta Nordeste, da Rede Globo, com a música “Cidade Grande”, defendida por Cristina Amaral, ganhando o segundo lugar. Hoje, consagrou-se como um dos melhores cantores caruaruense da nova geração, no seu estilo de forró-galope, rock-xote, etc.

Alguns cantores de sucessos que gravaram suas músicas: Jorge de AltinhoMarinês
Trio NordestinoAzulãoAlcymar Monteiro Novinho da ParaíbaCristina AmaralAssissão,LeonardoElsomFlávio José (Tareco e Mariola) – Leci BrandãoZeca PagodinhoFafá de Belém (Fiel como um cão) – Grupo de Pagode Razão Brasileira.

Avalie este artigo
Sem Comentários

Deixe um comentário